Blog

Programa BH Nota 10: prazo para obter créditos para desconto no IPTU 2021

Atenção proprietários de imóveis de Belo Horizonte, o prazo para resgatar os créditos no programa BH Nota 10 e ter desconto no IPTU 2021 vai até 30 de novembro.

O programa BH Nota 10 visa possibilitar a conversão de tudo que você gasta com serviços em desconto no IPTU, podendo chegar até 30% do imposto a ser pago. Para conseguir os créditos é preciso solicitar a NFS-e (Nota Fiscal de Serviços Eletrônica) de prestadores de serviços de Belo Horizonte, constando o seu CPF, sendo válido para o IPTU de 2021 o período de 1° de novembro de 2019 e 31 de outubro de 2020.

Para obter os créditos basta entrar no Portal PBH, digitar o CPF e o Índice Cadastral do imóvel que receberá o desconto e finalizar o processo.

Caso tenha mais créditos e possua outros imóveis, poderá fazer uma nova operação com a indicação dos imóveis que desejar.

Se o contribuinte tiver créditos e quiser utilizá-los para conceder desconto no imposto de imóveis que não são proprietários, basta fazer o cadastramento de primeiro acesso, no mesmo link do portal.

Os descontos serão liberados após a verificação da Prefeitura, sendo necessário que o imóvel e o contribuinte não tenham débitos abertos com o Município.

Por isso, não deixe para a última hora para não perder o prazo e garantir o seu desconto.

 

Fonte: Portal Prefeitura de Belo Horizonte

Imóveis com acessibilidade ou adaptáveis

Na terça-feira, dia 04 de fevereiro, foi divulgado no Bom Dia Brasil uma matéria sobre a lei que entrou em vigor na semana passada e que obriga construtoras a realizar alterações de acessibilidade para imóveis que ainda não foram construídos, com entrevista da nossa diretora Cássia Ximenes.

Essa é uma consciência e cuidado que a Silvio Ximenes Netimóveis já possui, constando no nosso site a opção de busca de imóveis com acessibilidade ou possibilidade de adaptação.

 

Confira o passo a passo de como selecionar esta opção em nosso site:

1 – Entre em www.ximenes.com.br, selecione o tipo de imóvel e digite o bairro de interesse.

2 – Quando abrir a nova tela com os imóveis buscados, ao lado esquerdo na parte de “Filtrar resultados” selecione a opção Acessível.

 

Pronto, agora você tem todas os imóveis que podem ser adaptados ou já possuem acessibilidade. Simples e fácil!

Para conferir a matéria do Bom Dia Brasil é só clicar aqui.

Isenção da conta de água e esgoto para imóveis atingidos pelas chuvas em Minas

Em sensibilidade às famílias atingidas pelas chuvas de janeiro e que tiveram perdas materiais e aumento no gasto com água para limpeza de seus imóveis, foi divulgado pela Copasa a isenção da conta da água e esgoto para imóveis residenciais, comerciais e prestadores de serviços essenciais afetados.

 

Veja como vai funcionar de acordo com informações da COPASA:

Imóveis que desabaram e/ou que foram condenados

Isenção da conta com referência 02/2020 (com vencimento a partir de 11 de fevereiro), tendo o corte no abastecimento e não precisando se preocupar com novas faturas. Quem precisar fazer obras, porque o imóvel está condenado, pode pedir a religação sem custo.

Imóveis interditados temporariamente, que PERTENCEM à categoria Tarifa Social

Isenção da conta com referência 02/2020 (com vencimento a partir de 11 de fevereiro) e das três contas após a religação, desde que esta aconteça em até 180 dias após o corte de abastecimento.

Imóveis interditados temporariamente, que NÃO PERTENCEM à categoria Tarifa Social

Isenção da conta com referência 02/2020 2020 (com vencimento a partir de 11 de fevereiro) e da primeira fatura após a religação da água, desde que esta aconteça em até 90 dias após o corte de abastecimento.

Imóveis que continuam em condições de uso/moradia, mas sofreram inundação, havendo dano ou perda de bens móveis, que PERTENCEM à categoria Tarifa Social

Isenção da conta com referência 02/2020 (com vencimento a partir de 11 de fevereiro) e das contas com referência 03/2020, 04/2020 e 05/2020.

Imóveis que continuam em condições de uso/moradia, mas sofreram inundação, havendo dano ou perda de bens móveis, que NÃO PERTENCEM à categoria Tarifa Social

Isenção da conta com referência 02/2020 (com vencimento a partir de 11 de fevereiro) e da conta referente a 03/2020.

 

Copasa já está fazendo a avaliação e levantamento dos imóveis afetados, não sendo necessário ir até a agência do município para solicitar a isenção. Além disso, as pessoas não precisam se preocupar em relação ao corte no abastecimento e religação, pois não terão custo para os imóveis atingidos.

Lembrando que os benefícios serão para imóveis pertencentes às categorias Social, Residencial e Comercial, com exceção de grandes usuários.

 

 

Fonte: www.copasa.com.br

 

Pessoas que tiveram suas casas atingidas pelas chuvas podem pedir isenção no pagamento do IPTU

Se você teve sua casa atingida pelas chuvas de Belo Horizonte e teve perdas materiais, você está apto a requerer a isenção do seu IPTU. O prazo para entrar com a solicitação é de até 180 dias a contar da data do ocorrido.

Para solicitar basta ligar no 199 e pedir a visita da Defesa Civil no imóvel para uma avaliação, sendo emitido um laudo técnico e número de protocolo. Através deste link deverá imprimir duas vias do formulário de requerimento e levar ao guichê da Secretaria Municipal da Fazenda no BH Resolve, juntamente com o protocolo emitido pela Defesa Civil e a documentação, sendo apenas documento de identidade ou cópia autenticada para pessoa física e contrato social completo com todas as alterações para pessoa jurídica.

No caso de ser imóvel alugado, o locatário também pode entrar com o pedido desde que comprove ser o responsável pelo pagamento do IPTU do imóvel locado.

O acompanhamento da solicitação pode ser feito pelo portal da Prefeitura de Belo Horizonte, no BH Resolve ou pelo número 156.

A Secretaria Municipal da Fazenda terá o prazo de 90 dias para analisar o pedido e dar um retorno ao solicitante, podendo ser concedido a isenção total ou um desconto referente ao prejuízo obtido.

 

Fonte: https://prefeitura.pbh.gov.br/

Tecnologias para o Mercado Imobiliário

A era digital mudou a forma de fazer negócio em todo o mundo e o mercado imobiliário vem acompanhando de perto esses avanços. Desde aplicativo para medição dos imóveis até as mais avançadas ferramentas de marketing, hoje toda compra, venda ou locação de imóvel passa por essas tecnologias.

Relacionamos abaixo 4 preciosas inovações que ajudam no dia a dia dos clientes, profissionais e empresas no ramo imobiliário.

Divulgação dos imóveis

As ferramentas de marketing digital, cada vez mais avançadas, permitem uma segmentação apurada do público de interesse para cada empreendimento, permitindo que as mensagens cheguem de fato a quem gostaria de recebê-las. Dentro desse cenário temos as famosas redes sociais, plataformas inicialmente criadas para interação entre usuários e exibição da vida cotidiana, atualmente é impensável que uma empresa ainda exista sem estar presente no Facebook, Instagram, Twitter, entre tantas outras.
Os sites imobiliários também avançaram e muito. Basicamente eles oferecem hoje a primeira visita ao imóvel – virtual é claro. Além de ferramentas para simular o financiamento do imóvel, chat 24h para tirar as dúvidas, marcação de visitas e por aí vai.
Falando em fotos e vídeos, lembramos que até poucos anos atrás as câmeras digitais ainda eram as queridinhas dos captadores de imóveis. Agora são os celulares que fazem o serviço – e muito bem feito se bem utilizados. Ah, e a edição das fotos muitas vezes também é feita no próprio aparelho, com a infinidade de aplicados disponíveis para isso. E ainda temos os vídeos de realidade virtual, tour 360º, tudo para adiantar a vida de quem está em busca do imóvel ideal.

Programas e Aplicativos

Pensou em algum serviço, pode procurar que com certeza tem um app que irá te atender. O mercado imobiliário ganhou bastante agilidade com vários deles. Já citamos os programas para edição de fotos e vídeos, né? Então, também aposentamos a trena! Para saber a metragem do imóvel basta baixar o aplicativo que calcula medidas de ambientes. Uhuuuu!
Buscar o imóvel ideal hoje também está na palma da mão. Aplicativos para locação vão desde a escolha, passando pela marcação da visita e proposta, até a assinatura do contrato. Como exemplo, o Loc Fácil da Netimóveis. Tudo simples, rápido e seguro.
Ainda no mercado de locação de imóveis, as famosas vistorias de entrada e saída também já não estão mais no papel. Os sistemas estão em tablets e permitem que o documento seja muito mais completo e confiável, organizando foto e descrição de cada item vistoriado no imóvel. Mais segurança para proprietários e inquilinos!

Assinatura eletrônica

Engana-se quem pensa que ainda é preciso ir até a empresa para assinar a autorização de venda/locação ou o contrato. Empresas de assinatura eletrônica oferecem esse serviço sem burocracias, com segurança e a mesma validade da assinatura à caneta. Tudo isso apenas com o cadastro do e-mail das partes assinantes. Basta acessar o link, ler o documento e assinar! De onde estiver, quando puder.

Cartório Virtual

Falou em cartório e o que pensamos é fila, burocracia, não sei quantos dias úteis e por aí vai. Mais um conceito que já está sendo desconstruído pela tecnologia. O Cartório Online de Registro de Imóvel já é uma realidade. Registros, certidões e demais documentos dos imóveis acessados de forma simples e rápida para agilizar os processos de compra, venda e locação. Ganha as empresas e os clientes envolvidos!

E assim fechamos nossa pitada sobre as facilidades que a tecnologia oferece para o mercado imobiliário e que são sentidas na prática pelos profissionais, empresas e clientes!

Quer saber mais sobre algum assunto sobre o mercado imobiliário? Deixe aqui o seu comentário ou escreva para comunicação@ximenes.com.br.

E aí, você já se planejou para o pagamento do IPTU 2020?

 

O ano já começou e junto vem os pagamentos de impostos, o que acarreta em gastos para proprietários e inquilinos de imóveis. Para aqueles que querem pagar o valor integral do IPTU ou antecipar pelo menos duas parcelas o desconto dado é de 5%. No entanto, é muito importante avaliar se o desconto concedido pela Prefeitura de Belo Horizonte é a melhor opção, considerando o planejamento doméstico.

O valor com desconto deve ser pago até o dia 20 de janeiro. Mas, para quem optar pelo parcelamento pode pagar em até 11 parcelas, de fevereiro a dezembro de 2020, com vencimento no dia 15 de cada mês.

O IPTU teve um reajuste de 3,91% (índice acumulado do IPCA-E do período de janeiro a dezembro de 2019), conforme divulgado pelo IBGE. Este percentual será aplicado sobre o valor do imóvel que consta no IPTU de 2019.

As guias para pagamento já foram emitidas e quem não recebeu ou precisa de uma segunda via, é só retirar no Portal da Prefeitura ou no aplicativo PBH app, onde também poderá encontrar mais informações.

Atenção, se a sua guia já chegou e você tem dúvidas em relação a área e o valor venal do imóvel (itens base para cálculo do imposto), pode pedir revisão do IPTU até o dia 03 de fevereiro. Neste caso, a indicação é optar pelo parcelamento do imposto, pois assim terá tempo para possível reajuste do valor.

Fonte: https://prefeitura.pbh.gov.br/

5 Maneiras de agilizar a venda ou locação do seu imóvel

Proprietário que quer vender ou alugar seu imóvel tem pressa! Afinal, imóvel fechado representa custo. Então, confira as 5 dicas para agilizar o fechamento do negócio.

1. Avaliação de mercado

Imóvel acima do preço de mercado tem mais chances de continuar disponível por muito mais tempo. Apurar o valor para venda ou locação de um imóvel é um dos maiores desafios dos profissionais e proprietários. São muitos pontos a serem considerados. A localização do imóvel é o primeiro deles. Através de pesquisas, como o Data Secovi, é possível apurar uma média dos valores comercializados no bairro, que servirá de base para a análise. Aspectos como metragem, número de quartos, banheiros e vagas de garagem também contam muito, mas não é só isso. A conversação do imóvel, sua idade, se está na forma original ou se houve atualizações, tudo isso conta na hora de bater o martelo sobre o valor a ser anunciado.
A maior pegadinha para os proprietários é incluir no preço valores sentimentais que aquele imóvel representa para ele e sua família. Ou ainda, apostar numa avaliação sem referência, baseada apenas na quantia que se deseja apurar com aquela comercialização.
Portanto, a maneira mais segura de precificar o seu imóvel é confiar a avaliação a uma empresa de confiança e com experiência de mercado

2. Conservação do imóvel

O estado atual do imóvel é fato fundamental na sua avaliação. Imóveis mais antigos, em sua versão original, mesmo que estejam bem conservados costumam ser menos valorizados que aqueles que passaram por reformas e atualizações. Os ambientes mais comuns que denunciam a idade do imóvel são cozinha e banheiro. Se for para venda, vale considerar uma reforma para troca de azulejos e louça para ganhar a avaliação em comparação com demais no mesmo prédio, por exemplo. Se a intenção é alugar, certifique-se de que as partes elétricas e hidráulicas estão em dia, pois pode impactar na habitabilidade do imóvel.
Em todo o caso, vale considerar pequenos ajustes antes de anunciar o imóvel, como pintura, troca de peças quebradas ou muito desgastadas, etc. Isso pode contar muito na hora de atrair os interessados.

3. Apresentação do imóvel

A primeira visita ao imóvel é virtual, através dos sites, aplicativos e redes sociais. Antes de conhecer o imóvel pessoalmente, o cliente interessado irá analisar todos os aspectos que julga mais importante no anúncio do imóvel. Os principais filtros são: localização, valor, número de quartos e vagas de garagem. Feita essa primeira seleção é hora de ver pelas fotos e vídeos que o imóvel desperta vontade de visitá-lo. É nesse momento que as fotos e vídeos farão a diferença.
Então, vamos às dicas! Antes de agendar a visita do captador ao imóvel, certifique-se de que ele está preparado para ser fotografado/filmado. Observe os seguintes pontos:

  • Limpeza – programe uma faxina antes da visita do captador.
  • Organização – quanto mais neutro estiver o imóvel, mais agradável ele será aos olhos dos interessados. Se o imóvel estiver mobiliado, retire objetos de valor ou pessoais, como porta-retratos e quadros, por exemplo. Os ambientes devem estar arrumados como que para receber uma visita importante.
  • Imóvel habitado – caso o imóvel esteja com moradores, combine previamente sobre a visita do captador. Assim, todos podem ajudar na arrumação dos ambientes. De preferência marque um horário em que o imóvel esteja mais vazio. No caso do morador ser inquilino do imóvel, é fundamental que ele esteja ciente da venda e que já tenha assinado o termo de preferência de compra. Feito isso, deixe-o ciente do dia e horário da visita do captador.
  • O que não deve aparecer nas fotos – animais de estimação e indícios deles, aparelhos de home care (cama hospitalar, cadeira de rodas, etc.), objetos que identifiquem os donos/moradores do imóvel, carros na garagem, entre outros.

Depois das fotos, a descrição pode ajudar muito a vender o seu imóvel virtualmente. Ela é feita pelo profissional que fará a captação e pode ser bastante valorizada com um depoimento sincero do dono sobre os anos que viveu assim e as experiências positivas desse período.

Por fim, é importante que as fotos e descrição apresentem a realidade do imóvel, ressaltando os seus pontos positivos. Assim, o cliente que escolher conhecê-lo pessoalmente só irá confirmar a boa impressão que teve ao visitá-lo virtualmente.

4. Divulgação

Valor de mercado definido, imóvel em bom estado e fotos feitas com qualidade, chegou a hora de contar para todos que ele está disponível. Como já dissemos acima, antes de agendar uma visita para conhecer o imóvel, o interessado irá visitá-lo virtualmente. Por isso é fundamental que a venda ou locação do seu bem seja confiada a uma empresa que investe em anúncios, sites, portais e redes sociais.

5. Organização para visitas

Enfim, a última etapa! A visita é o momento de confirmar o interesse do cliente pelo imóvel e seguir para a negociação. Mantenha-o sempre limpo e organizado e confie no profissional que acompanhará a visita. Mais uma vez, a escolha da empresa para trabalhar a venda ou locação do seu bem é a chave para fechar um bom negócio! Vamos conversar?